estadao.com.br (© Grupo Estado - Copyright 1995-2010 - Todos os direitos reservados.)
Atualizado: 10/02/2014 19:09 | Por RICARDO BRITO, estadao.com.br

Projeto sobre terrorismo entrará na pauta, diz Renan

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), afirmou na tarde desta segunda-feira, 10, que o projeto de lei...


O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), afirmou na tarde desta segunda-feira, 10, que o projeto de lei que tipifica o crime de terrorismo entrará na pauta de votação do plenário na próxima semana. Pouco antes, senadores cobraram urgência na apreciação da proposta após ter sido anunciada a morte cerebral do jornalista e cinegrafista da TV Bandeirantes Santiago de Andrade.

Renan disse que o Congresso vai fazer a "sua parte" para agravar a punição a pessoas que pratiquem tais atos de forma que eles não se repitam. A proposta é o terceiro item da pauta do Senado e foi aprovada no final de novembro por uma comissão composta por deputados e senadores que busca regulamentar dispositivos previstos na Constituição. Atualmente, não há na legislação específica para esse tipo de delito. Crimes como esse são enquadrados na Lei de Segurança Nacional, editada na época da ditadura militar. "(É preciso) agravar o crime para que você puna exemplarmente. É preciso esclarecer e agravar, para que essas coisas não continuem a acontecer. Quando você pune levemente, você passa para a sociedade a ideia de que o crime compensa. E o crime não pode jamais compensar", afirmou Renan.

Pela proposta, o crime de terrorismo será punido com 15 a 30 anos de prisão em regime fechado, com penas elevadas em casos em que tenha ocorrido morte ou uso de artefato explosivo. O presidente do Senado, que também preside o Congresso, manifestou apoio à nota de repúdio divulgada nesta tarde pelo Conselho de Comunicação Social. Entre outros pedidos, o órgão cobra do governo brasileiro e dos governos estaduais "medidas urgentes" para garantir a integridade física dos profissionais de imprensa. "As pessoas não podem confundir direito de expressão com direito de opressão. O direito de expressão, todos devem ter. O direito de opressão ninguém pode ter, por isso é muito importante esclarecer esse fato, punir exemplarmente para que essas coisas não continuem a acontecer: a utilização pela violência das manifestações sociais", destacou.

Vídeo

mais vídeos »

MSN Brasil no Facebook

para cimapara baixo

msn fotos

Foto: Caters
Lava atinge o mar após erupções

por dentro da copa

  • Memória

    Relembre os títulos, clubes e polêmicas da vencedora carreira do baixinho Romário.

  • As Musas dos jogadores

     Conheça a beleza das candidatas ao posto de ‘musa da Copa’ e escolha sua favorita

  • Contagem regressiva

    Faça um passeio pelos novos estádios construídos para a Copa. Está tudo (quase) pronto!

  • Gatos em campo

    Beckham é coisa do passado! Veja quais são os jogadores mais bonitos que disputarão a Copa

  • Os novos mantos

    Veja as novas camisas que Brasil, França, Argentina e Rússia usarão para jogar o mundial

você já viu?

  • Bebê real

    Príncipe George brinca e rouba os holofotes em sua primeira viagem oficial; confira as fotos

  • Reencontro

    Sandy canta música 'A Lenda' com Junior em show e ganha beijo na barriga do irmão; fotos

  • Grid Girls

    Gatas da Fórmula Truck roubam a cena na etapa de Curitiba; veja aqui mais de 100 fotos

  • Casa do futuro

    Veja tecnologias que estarão nas residências no futuro; sala pode ter até uma TV transparente

  • Especial Mães

    Gisele é exemplo de mulher, esposa e mãe; brasileira esperou a hora certa para ter seus filhos