Carros arrastados e pessoas ilhadas, com a água batendo na altura do peito, tiveram de ser resgatados pelo Corpo de Bombeiros durante a forte chuva que deixou a cidade de São Paulo em estado de atenção, no início da noite de ontem. O Rio Tietê transbordou na altura das Pontes do Tatuapé e das Bandeiras e o muro do Cemitério Chora Menino, na zona norte, desabou.

Por volta das 21h30, era impossível circular pelas regiões da Pompeia, na zona oeste, e na Mooca, na zona leste. O temporal veio após mais um dia de calor, com os termômetros acima dos 30ºC desde o início da manhã. Durante o temporal faltou energia elétrica em 53 bairros e 23 vias se tornaram intransitáveis por causa dos alagamentos.

Os cruzamentos da Avenida Rebouças com a Rua Henrique Schaumann e da Rua Turiaçu com o Viaduto Antártica, ambos na zona oeste, ficaram submersos por mais de duas horas. Segundo o Corpo de Bombeiros, a região do Tatuapé, na zona leste, e de Perdizes, na zona oeste, foram as que mais tiveram chamados para o resgate de pessoas ilhadas. Na Avenida Sumaré o resgate de uma pessoa teve de ser feito de barco.

Avenidas estruturais da cidade, como a Radial Leste, e as Avenidas Salim Farah Maluf e Celso Garcia, na zona leste, e Rebouças e a Eusébio Matoso, na zona oeste, e Zaki Narchi, na zona norte, ficaram alagadas. Para piorar, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) registrou a queda de 14 árvores durante a chuva. Uma delas, na Avenida Imirim, paralisou o trânsito.

Destruição. A temporada de chuvas vem deixando um rastro de destruição na capital. Ontem, antes do temporal, 16 vias permaneciam interditadas desde a sexta-feira por causa de quedas de árvores provocadas pelos temporais. Em dez ruas, a interdição era total, segundo a CE T. Todos os casos foram avisados à Prefeitura mas, até a noite de ontem, a remoção não fora feita. Entre sexta-feira e ontem, 67 árvores caíram pela força do vento e da chuva e ainda estavam no mesmo local.

Moradores da Rua Miguel Almeida Prado, no Butantã, zona oeste de São Paulo, têm a rua interditada por uma grande árvore da Praça Euclides Parente Ramos que tombou sobre um carro na noite de sexta. O portão de uma casa ficou bloqueado. O dono do veículo trabalha na região e havia estacionado na via.

Na Rua Bela Cintra, na região dos Jardins, zona sul, uma árvore desabou por volta das 14h30 e atingiu dois carros. Ninguém ficou ferido, mas a via estava interditada ainda à noite. A CET montou um desvio pelas Ruas Oscar Freire e Augusta.